Máquinas do bem

Máquinas de trocas de recicláveis por benefícios está cada vez mais presente no país

Vivemos em um mundo bastante tecnológico e a presença de máquinas já é algo considerado comum. Mas e se as máquinas fossem criadas com o intuito de fazer o bem e contribuir com o meio ambiente? Essa ideia é bem possível e temos alguns exemplos acontecendo no Brasil que provam que máquinas também podem trazer benefícios para nós e para os outros.

No artigo anterior escrevi sobre um ecomercado no Acre que mostrou como é possível transformar lixo em dinheiro. Aqui em São Paulo, máquinas chamadas de Retorna Machine apresentam também uma forma de transformar a questão do lixo em uma solução. As máquinas são coletoras de garrafas PET e latas de alumínio e creditam pontos em uma conta que o usuário cria através do site ou aplicativo para celular. Os pontos podem ser revertidos em créditos para o Bilhete Único, descontos na conta de luz ou até pontos no programa de fidelidade da livraria Saraiva.

Cada garrafa PET vale 10 pontos e cada lata de alumínio vale 15 pontos. Para garantir o crédito no valor da passagem de ônibus e carregar o Bilhete único são necessárias 100 garrafas ou 67 latas. As embalagens recolhidas tem destino certo: são doadas para a cooperativa Vira-Latas, de catadores de lixo, e para a Recicla BR, considerada a maior empresa de reciclagem brasileira.

 Atualmente são quatro máquinas instaladas na cidade: na estação do metrô da Sé, Shopping Santa Cruz, rede Emporium São Paulo, Terminal Tietê e Shopping Butantã. De acordo com a Triciclo, empresa idealizadora da solução, a previsão é instalar mais 15 máquinas até março de 2018. Para contribuir com o projeto é só efetuar o cadastro pelo site http://triciclo.eco.br/#/login, juntar seus recicláveis e obter créditos.

Seguindo essa lógica e pensando em reduzir o impacto no meio ambiente, a Ambev investiu 1,5 milhões em uma máquina que coleta as garrafas retornáveis e, em troca, oferece descontos ao consumidor na compra de novas bebidas da marca. O sistema de troca é bastante simples: o consumidor leva a garrafa de vidro vazia e imprime um ticket de desconto para utilizar na compra de outra garrafa de vidro retornável. Após pesquisas com o seu público, que preferia comprar outras embalagens por conta da dificuldade de transporte das embalagens de vidro, a Ambev desenvolveu cestas para o transporte de garrafas, que facilita tanto a compra quanto a troca nas máquinas. A cesta pode ser encontrada em grandes redes varejistas.

Atualmente são 900 máquinas espalhadas em mercados de todo o país e a meta é que até o final desse ano mais 500 estejam em atividade. A troca das retornáveis é válida para as cervejas Bohemia, Brahma, Skol e Antarctica.

Essas são algumas das iniciativas em que uma máquina é protagonista e contribuinte de um mundo mais sustentável e que pensa no meio ambiente.

Leia também!

Tarsyla Masys

Tarsyla Masys

view all posts

Paulistana, publicitária, pós-graduada em Gestão Cultural, amante da natureza, apaixonada pelo universo literário e em busca de ideias inovadoras que mudem o mundo.

0 Comments CLIQUE E COMENTE →


Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>